Tira Dúvidas: Chip de potência ou Reprogramação! E ai? Qual compensa mais? Ou não?

Muitas pessoas preferem fazer um upgrade no carro sem nenhum tipo de mudança no motor ou nenhuma sobre alimentação denominado Chip ou Reprogramação. Com a tecnologia e cada dia mais e mais dirigimos computadores em vez de carros, a mudança de potência através da central eletrônica (ECU), que controla 90% do carro, desde a injeção de ar/combustível no motor até som do carro. Isso seria como nosso cérebro, e mexer nele pode ocasionar ganho e também perda. Todas modificações geram desde benefícios até prejuízo. No mercado contem muitos modos, desde comprar um Chip de potência até fazer a reprogramação na própria central.

Chip de Potência:

Chip de Potência refere-se a alterar ou modificar através de um Chip auxiliar de fora ou que altera o original na própria placa para alcançar um desempenho superior, que se trate de mais potência, emissões maiores, ou melhor eficiência de combustível . Os fabricantes de motores geralmente usam um mapa unidade de controle eletrônico conservadora para permitir variações de motores individuais, bem como a manutenção pouco frequente e combustível de má qualidade. Veículos com uma unidade de controle eletrônico remapped podem ser mais sensíveis aos tempos e qualidade dos combustíveis e de serviços.

Isso foi feito com os primeiros computadores dos motores  em 1980 e 1990. Hoje, o Chip de Potência termo pode ser enganador, como muitas vezes as pessoas vão usá-lo para descrever ajuste ECU que não envolve a troca do chip. Unidades de controle eletrônico modernos pode ser sintonizada, basta atualizar seu software através de uma interface padrão (Reprogramação), como de diagnóstico a bordo . Este procedimento é vulgarmente referido como motor ou da unidade de sintonização de controle electrônico. Unidades de controle eletrônico são uma adição relativamente recente para o automóvel, tendo apareceu pela primeira vez no final de 1970.

Como a tecnologia avançada, assim como os componentes eletrônicos que entram em carros. A unidade de controle eletrônico em um automóvel moderno, em conjunto com a tecnologia avançada do motor, faz com que seja possível controlar muitos aspectos do funcionamento do motor, como o ponto de ignição e injeção de combustível . A unidade de controle eletrônico também pode controlar controle eletrônico do acelerador (drive-by-wire), válvula reguladora de pressão de tempo, controle de impulso (em turbo motores), sistema de travagem anti-bloqueio , o automático de transmissão , regulador de velocidade (se equipado), e o eletrônico Controle de estabilidade do sistema.

Ganhos de desempenho são realizados ajustando o avanço da ignição. Calendário diferente pode resultar em um melhor desempenho. No entanto, para lidar com avançadas de tempo, deve-se executar gasolina de alta octanagem para evitar a pré-ignição detonação ou de ruídos. Fabricantes projetam para um momento específico e isso pode limitar o desempenho.

Além disso, a mudança de combustível mapeia para coincidir com o estequiométrica razão para a gasolina de combustão pode também realizar aumento de desempenho. A maioria dos fabricantes regula para as emissões ideais (em execução ricos para proteger o conversor catalítico) e fins de economia de combustível que podem limitar o desempenho.

Carros com um turbo equipado pode ter o solicitado e aumentar os níveis admissíveis levantada, esses aplicativos geralmente têm mais efeito se o turbo equipado é um turbo de baixa pressão que deixa mais espaço para melhorias.

Outra razão para alterar o mapa unidade de controle eletrônico é, se houver motor, a ingestão, ou modificações de escape para o carro. Estes “bolt-on” modificações alteram a forma que o motor flui, muitas vezes fazendo com que o ar a proporção de combustível  mudar. Sem remapear as tabelas de combustível, alguns dos ganhos de desempenho de as modificações não podem ser realizados.

A unidade de controle eletrônico mal afinado pode resultar na redução do desempenho, dirigibilidade e pode até causar danos ao motor.

A forma mais comum de “upgrade” da unidade de controle eletrônico está usando ou conecte módulos como HondataFlashPromencionado acima ou usando um sintonizador de especialista que irá utilizar uma ferramenta On Board Diagnostics do Flash (Hondata). Estes dispositivos geralmente fica na porta de diagnóstico, embora em alguns casos, a reprogramação é efetuada diretamente sobre a placa de circuito . Os mapas são fornecidos pela sintonizadores.

Uma alternativa para modificar ounichip-large chip on-board é a adição de um dispositivo externo, muitas vezes conhecido como uma caixa de tuning (Unichip, Power Chip). As capacidades dos dispositivos externos geralmente refletir modificações de fichas de bordo, com a vantagem de que eles podem ser facilmente removidos para restaurar o veículo com a normal. Adicionando uma caixa de ajuste externo é geralmente só é possível em motores modernos com portas de gerenciamento externos. Alguns desses chips possuem a calibragem de mapas de combustível e pode ser efetuado a troca de acordo com a utilização. Exemplo: Mapa pra alcool, gasolina ou gasolina alta octanagem e cada um obtém módulo de potência no motor.

Um Sprint Booster pode também ser considerado um chip pois ele faz a modificação da sensibilidade do pedal do acelerador eletronicamente, tirando o famoso lag e aumentando a sensação de aceleração do motor.

sprint booster

 

Reprogramação:

A reprogramação consiste em alterar e optimizar os parâmetros de funcionamento do motor, nomeadamente a injecção de combustível e a pressão do turbo. É realizada alterando os mapas gravados na EPROM da ECU (Electronic Control Unit), de forma a obter maior performance, menores emissões poluentes ou redução de consumos.

Nos sistemas de injecção electrónica actuais, não existem distribuidores ou carburadores. Agora, todo um sistema electrónico composto por sensores e actuadores é comandado pela ECU. A gestão do motor é guardado numa EPROM que serve de base de dados à ECU, contendo toda a informação sobre quantidade de combustível, avanço de ignição ou injecção e pressão do turbo para determinada temperatura do ar e do motor, consoante a posição do acelerador.

Método
Ao fazer a reprogramação vários parâmetros são alterados, como o tempo de abertura dos bicos injectores, o ponto de avanço da ignição e as pressões do turbo (de trabalho e de pico).

Os parâmetros básicos para cálculo destas variáveis são a rotação e a carga (abertura da borboleta de admissão). Assim, têm-se dois gráficos tridimensionais com a configuração dos dados de saída da injeção. É claro que a enorme quantidade de sensores da injeção não está lá por acaso: eles são usados como variáveis adicionais no cálculo e ajudam a otimizar o desempenho, consumo e emissões. Entre os parâmetros adicionais estão os dados fornecidos pela sonda Lambda, o sensor de detonação, o de temperatura e ainda outros.

A técnica e conhecimentos não se adquirem com facilidade, pois está em jogo a alteração de duas curvas tridimensionais, uma de injeção x carga x rotação, e outra de ponto x carga x rotação, ponto a ponto, curva por curva, para todas as condições de utilização. Só com muita prática conseguimos obter rapidamente os valores a alterar, evitando que se perca uma semana à procura do ponto ideal. Tendo um mapa já alterado para um determinado modelo, podemos fazer o serviço em poucas horas, pois já se parte de uma alteração pré-definida, fazendo pequenos ajustes às diferentes condições do carro ou gosto do proprietário.

Vantagens
Maior aceleração, dando impressão ao condutor de estar ao volante de um automóvel com a motorização superior.
Maior binário, permitindo ter mais força em situações de maior necessidade como por exemplo recuperações mais vigorosas. Aumento da velocidade máxima, que pode ser útil na Autobahn alemã ou num TrackDay. Reduzir a utilização da caixa de velocidades. O conforto de condução é melhorado uma vez que não é necessário tanta troca de mudanças. Transporte de carga. Para quem transporta cargas pesadas e sente o carro a “morrer”, a reprogramação dá uma nova “alma” ao motor. Baixo consumo de combustível. Tipicamente, um carro (bem) reprogramado consumirá menos 0,5 a 1,0 litros por cada 100Km.

Aumento da potência
A potência do motor pode aumentar em média 10% para motores atmosféricos e 35% ou mais para motores turbo alimentados. No entanto, tudo depende do automóvel em questão. Alguns fabricantes vendem o veículo ao público já próximo do limite do seu desenvolvimento enquanto que outros ainda possuem uma grande margem para progressão. Um bom exemplo de um motor em que é possível extrair mais 50% de potência e binário é o do BMW 330Cd.

Conclusão

Quando se trata de modificar o seu veículo por mais poder, eventualmente, virá o tempo quando você precisará sintonizar seu computador carros para corresponder todas as modificações que foram adicionados desde que o carro era estoque. Enquanto a maioria das pessoas estão felizes com o controle de computadores de fábrica e gostaria apenas de ajustá-lo para as novas modificações que foram adicionados, que não é sempre uma opção. Existem muitos fabricantes que é ECU são codificados de modo que não pode ser ajustado. A única maneira de acessá-los é se uma empresa “rachado” o código e pode então alterar o tom. Isso nem sempre é uma opção embora. Agora você é deixado com duas escolhas.

– Substituir a fábrica de Unidade de Controle Eletrônico (ECU) com uma ECU completo independente

– Adicione mais ECU para trabalhar com (piggyback) o estoque de ECU.

Stand Alone ECU’s

aem

Uma ECU independente é uma que faz exatamente isso ….. fica sozinho. Ele substitui completamente a ECU de fábrica e “deve” ser capaz de controlar e fazer tudo o que a ECU fábrica fez e muito mais, dependendo da ECU aftermarket você decidir instalar em seu veículo.

Prós da ECU aftermarket.

– Ajustável. Porque a ECU é feito para ser ajustado e modificado, a maioria das empresas neste mercado sabe que sintonizadores que a capacidade de adicionar, controle, mudar as coisas na mosca. Isso faz com que estes ECU é muito versátil e capaz de lidar com todos os tipos de parâmetros e situações.

– Capaz de ser afinado especificamente para o seu motor. Cada motor é um pouco diferente, não importa o quanto você combinar com outros carros construir (Blueprinting um motor). A capacidade de sintonizar o motor especificamente para o seu motor é uma grande vantagem.

– Mods futuras podem ser adicionados e atento para, e não há limite para a quantidade de energia que você pode fazer e acomodar.

Contras de ECU aftermarket.

– Se o veículo é um veículo OBD-II que provavelmente irá deixar de funcionar com, e comunicar com a porta OBD-II. Isto significa que qualquer calibres você tem em execução de que a porta vontade não funcionam mais. Além disso, o veículo não será capaz de passar de emissões. Usá-lo para o diagnóstico já não funciona tão bem que você provavelmente irá perder o teste de funcionamento do motor de luz neste momento também.

– Tuning. Embora seja a razão pela qual você vai com essa opção, em primeiro lugar, ele também deve ser listado na seção CON uma vez que este significa que você tem de ajustar todos os parâmetros sobre o carro. Isso é demorado e vai custar-lhe dinheiro.

– Compatibilidade com sensores e Dash. Dependendo de como o ECU fábrica foi configurado, você pode se deparar com problemas de comunicação com sensores e medidores de certos sobre seu traço. Há momentos em que o medidor de temperatura ou tacômetro não funciona ao mudar a ECU. Também os medidores que não funcionam, provavelmente vai ter de ter seus parâmetros definidos na ECU. Mais uma vez, mais tempo e mais de sintonização.

– Custo. Stand Alone corrida ECU em qualquer lugar de um grande para seis e sete mil dólares.

Piggyback ECU

StandAlonevsPiggy3_zps754e0f5d

Antes de entrar diretamente no assunto e começar a falar sobre os Pros e Cons. de essa unidade, vamos falar sobre como alguns deles funcionam em primeiro lugar.

Piggyback ECU são ligados a trabalhar com a ECU de fábrica. Muitas vezes as pessoas perguntam: “Eu tenho um stand-alone ou um piggy back?” Podemos responder a essa pergunta muito facilmente com outra pergunta. É a ECU fábrica ainda no carro controlar alguma parte do motor? Se a resposta for sim, do que você tem um piggyback.

Existem dois tipos de lógica quando se trata de piggy back ECU:

– Interceptar o sinal dos sensores antes da ECU de fábrica, e modificar esses sinais para que a ECU estoque é “enganado” em fazer o veículo se comportar da maneira que quiser. Por exemplo, se você deseja que o ECU para adicionar mais alimentando, você iria interceptar o fio do sensor de O2 antes da fábrica ECU “viu” esse sinal e modificá-lo para fazer a ECU pensar que ele está sendo executado magra fazendo com que a fábrica ECU para adicionar combustível. Outro método é interceptar o sensor Maf e dizer a ECU há mais ar que entra no motor do que realmente existe. Mais uma vez, isso tornaria a ECU fábrica compensar o ar extra vinda e adicionar o abastecimento.

– O segundo método é a manipulação ECU POST. Alguns sobreposto ECU irá modificar o sinal após ter deixado a ECU estoque. Exemplo. O piggy vai ligar para os injetores de combustível após a ECU estoque para que você possa adicionar ou retirar combustível ou aumentando ou diminuindo o tempo de injeção. Desta forma, o ECU estoque é ver toda a informação de sensores em tempo real, mas tecnicamente não tem nenhum controle sobre o abastecimento de que está realmente indo para os injetores de combustível.

As coisas podem realmente complicado quando você perceber que alguns fios de sinal tem que ser interceptada e modificada antes da ECU e alguns após a ECU. E alguns carros irão funcionar melhor usando um método que o outro. Descobrir o melhor set-up para seu veículo particular pode ser um processo que nunca termina. Esperamos que você tenha um pouco de compreensão agora de como funciona um piggy back ECU, então vamos falar sobre o Prós e Contras.

Prós de Piggyback ECU :

– Pode ser mais fácil de configurar e ajustar. Nós vamos estar colocando isso como um golpe, mas também porque eles também podem ser muito difíceis de configurar e ajustar, dependendo da força da ECU estoque luta quando você tentar e fazer ajustes ou a fiação e manipulação você deve fazer para obter a fábrica ECU para fazer o que quiser.

– Reterá OBD-II de conformidade. Com a ECU fábrica no funcionamento do veículo, uma vez que normalmente, o carro ainda será capaz de se comunicar através da porta OBD-II que lhe permite passar de emissões, procurar por códigos e problemas, e usar a porta para executar OBD-II calibres.

– Custo. Piggy costas são geralmente um terço, se não um quarto do custo total de um stand-alone ECU.

– Total conformidade com todos os sensores e medidores no painel de fábrica. Sem modificações necessárias para a ECU de fábrica ou sensores, tudo continuará a funcionar apenas como normalmente faria.

Contras de Piggyback ECU :

– Ajuste. Algumas ECUs de fábrica pode ser quase impossível de usar um piggy back nele. Não importa como você tentar enganá-los para fazer o que quiser, eles são muito adaptativa ou muito sensível. Muitas vezes você vai conseguir o mapa exatamente onde você quer que ele, eo ECU vai “aprender” e mudar para que o mapa perfeito você só tinha, agora é um mapa pronto para causar a falha do motor catastrófica. Outras vezes, o carro vai correr muito bem, mas a ECU vai saber algo não está certo e pop a luz do motor da verificação em você, fazendo com que o veículo não compatível com as emissões. A lista poderia continuar. Embora no papel o piggyback soa como uma grande idéia, a realidade é que simplesmente não funciona para todas as plataformas de veículos.

– Só pode controlar tanto. Quando você não tem a capacidade de realmente mudar o abastecimento ou o momento de um carro, você só pode manipular o que você está trabalhando com muito. É por isso que muitas vezes você vai ler sobre como um piggy back ECU só pode sintonizar até 500cc injetores, ou só é bom para 400 HP em um dado motor, ou você é bom, desde que você mantenha o impulso com menos de 18 psi. Estamos apenas fazendo números de lá, mas você começa a idéia. Você está trabalhando dentro dos parâmetros de algo que foi definido a partir da fábrica e que só pode ser “enganado” para trabalhar tanto.

– Fiação. Normalmente você é interceptar os fios de sinal ou fios ECU, e por isso você vai ter que cortar e modificar seu equipamento de motor de fábrica. Enquanto isso não é necessariamente uma coisa ruim, basta lembrar que as coisas mudam, e no futuro você pode querer salvá que piggyback e passar para um completo stand-alone.

Como toda modificação automotiva, ocorre a retirada do original então assim fazendo com que inevitavelmente o motor deixa de ser OEM e passa a ser modificado. Tudo que se modifica, pode ser que volte ou não ao original. Então tenha certeza do seu projeto e faça o que você bem entender desde que seja com responsabilidade com sua vida. A equipe Racing Club não condena nenhum tipo de modificação desde que seja feita por pessoas qualificadas e não coloque a vida do mesmo e do próximo em perigo.

 

71 Respostas
  1. boa tarde Srs, Estou adquirindo um Citroen Picasso 2001, que possue motor 2.0, e alguns amigos orientaram a colocar um chip de potencia, vendido com o nome de race power chip, não só pelo aumento e ganho de potencia, mas para o aumento de economia, principalmente, devido a sua cilindrada e peso do veiculo, daí minha procura por informações a respeito, Agradeço desde já, pela recepção deste e pela possibilidade de orientação

    • Bom dia!
      Luis Sella

      Desculpa pela demora em responder, no caso em carros aspirados, o ganho de potência é menor quem em carros sobre alimentados. No caso seria um Pigback esse Race Power Chip, temos conhecimentos em algumas marcas que realmente garantimos a sua qualidade e confiabilidade. Essa marca em específico não temos conhecimento de algum usuário falando sobre a mesma. Em questão de chip de potência, a Tork One, a Unichip. Então por recomendação nossas procure uma empresa especializada pois um Chip que não oferece confiança pode causar várias avarias no seu Automóvel. Lembrando que não falamos que o Race Power Chip não tem qualidade e sim que não conhecemos o produto.

      Equipe Racing Club.

      • Desculpe aproveitar esta mensagem, mas não encontrei lugar para postar.
        Tenho uma Santa fé 2.7 2010, e gostaria de saber se colocar o Race Power Chip vou conseguir um pouco economia de combustível?

        • Guilherme!

          Bom dia!

          No caso a Santa Fé, o Race Power Chip promete de 1,5 a 2 litros de economia a cada 100 km rodados, então seria muito da sua utilização, como em todos aspirados, a questão do ganho de potência e economia de combustível vai muito do uso “civil” do carro, então com mais potência o motor exerce menos força e a questão psicológica você pensar todo tempo em economia, ela vai baixar um pouco o consumo. Mais é o que aquilo cavalo que anda é cavalo que bebe. Então com mais potência, mais diversão. Faça contato com o pessoal da Race Power Chip para auxilia – lo através do Whats (17) 98127-8954 ou do e-mail: contato@powerchipbrasil.com.br.

          Grato.

          Equipe Racing Club

      • Boa noite, acabei de comprar um chip de potencia da racepowerchip, pelo mercadolivre, para ser usado na minha sportage diesel 2001, mas, segundo o mecânico de me assiste, não tem como ser instalado pelo fato da viatura não possuir central eletrônica compatível, gostaria de saber se esta informação procede??

  2. Tenho uma Captur CVT 1.6 2018. – Renault O carro não tem desempenho algum e consome combustível demais em trânsito lento, queixa inclusive dos que testaram o carro em revistas especializadas. Pode ser um programação ruim da ECU de fábrica? Teriam como mudar na fábrica a Lêsma bêbada que é o carro?

    • Bom dia! Tudo bem?

      Rimos muito com os elogios a Renault Captur. Então o que sempre ocorre nas SUV com motor de baixa cilindrada seria a questão peso/potência, aonde não só o peso mais sim todo os estudos feitos a partir do câmbio automático, pneu e tecnologia de injeção influência no consumo diário. No caso da Programação de Fábrica, todas montadoras fazem a programação para obter o máximo de uso civil do automóvel, então a questão seria sempre optimizar e economia com a potência, já que um automóvel desse porte não pode ser uma “Lêsma Bêbada” a questão do escalonamento do cambio é muito importante, então para que o carro não fique lento, a preferência nesses casos seria pela potência deixando a e questão economia de combustível a desejar. Quando ocorre o questionamento aos revendedores sobre isso se não tem como melhorar, dizem que não pode ser feito nada e que isso é o modo de condução do proprietário, mais como mencionado como podemos controlar o trânsito ao nosso redor, de fato quando é efetuado a reprogramação, seria um modo de diminuir a escala de “erros” que o hoje na ECU é original. Procure uma empresa especializada e indague a questão do consumo. A melhora vem do ganho de potência e diminuição do tempo de aceleração efetuado no trajeto desejado, fazendo que o automóvel reprogramado fique “econômico”, então maior potência, menor arrasto, melhor consumo. Nem sempre a reprogramação é efetuada para ganho de potência, existem as focadas em melhoria de consumo. Caso desejar essa melhora no consumo, procure empresas especializadas para verificarem sua ECU.

      Forte Abraço, Equipe Racing Club.

  3. Tenho uma moto da KTM modelo DUKE 200, a moto só alcança os 137 km/h e a injeção eletrônica corta. Morro a baixo chega dar um tranco de tanto que freia. Tem um video no youtube de uma “Duke 200 Malásia” a moto alcança 160 km/h porque não tem limitador. Só no Brasil que ela tem esse limitador. Como faria para remover o limitador? o que seria mais viável fazer.

  4. Boa noite
    Adquiri uma BMW 328i Sport GP a gasolina 2014. Qual a melhor opção para aumentar a potência do motor de 245cv? Teria como dar uma ideia de custo?
    Obrigado

    • Boa tarde tudo joia?

      Valdo, seu carro é um astra aspirado correto? Não é turbo alimentado, a questão da instalação do Chip foi feita corretamente, e passou por um teste de potencia antes a após a instalação.

      Forte abraço!

      Equipe Racing Club

  5. Boa noite tudo tranquilo?

    Tenho um Megane GT 2013 1.6 16v flex.
    Gostaria de saber como faço pra ter melhor aproveitamento s/ ter que turbinar emecher mto na originalidade do motor?
    Será melhor opção um remapeamento de ECU e um Sprint Booster?
    Alguns dizem que o máximo que vou conseguir com o remapeamento é 12cv….não consigo mai que isso, tipo uns 20cv no mínimo???
    Posso usar um Booster aliado ao remapeamento?

    Abs a todos

    • Bom dia! Tudo joia Marco!?

      Então, na verdade a questão do carro aspirado com reprogramação ou instalação de chip de potência o ganho estimado com o remapeamento é sempre menor que um turboalimentado, teria que fazer uma melhoria de aspiração e dimensionamento da saída do escapamento (no caso a retirada dos abafadores para facilitar a vazão do motor) e mesmo assim o ganho não vai ser muito diferente do já obtido (não posso falar que vai ganhar X de potência por que cada carro é um caso). O Sprint Booster seria um anti leg, ele diminui o tempo de resposta do acelerador (eletrônico) deixando ele mais rápido, o ganho de potência no motor não esta vinculado diretamente ao Sprint. A diferença perceptível vai ser somente no tempo de resposta do carro. Para obter mais cavalaria, seria necessário mexer em linha de comando, polia, bico, velas, e mesmo assim a potência gerada não vai ser muito considerável ao investimento.
      Qualquer dúvida estamos a disposição.
      Parabéns pelo carro! Bela máquina o Megane Grand Tour.

      Equipe Racing Club

    • Cid.
      Boa tarde!

      Quando se fala em remap, chip, a questão seria a maior queima de ar/combustível, aumentando sim a taxa de emissão de poluentes. Como em muitas preparadoras, eles fazem os modos (stage), então a retirada de catalisadores, troca de intake (filtro de ar), fazem com que o carro perca sua originalidade em questão dos filtros, escapes que são responsáveis justamente para tal função, então com isso a taxa de emissão de poluentes aumenta bruscamente.

      Equipe Racing Club.

  6. ALEXANDRE HENRIQUE MELLO LIMA Responder

    Boa noite, tenho um focus 2011 2.0 Duratec com 147cv. O mais indicado pra mim é um REMAP ou chip? Ou até mesmo ambos? Sabe me dizer qual é a estimativa de ganhode potência?

    • Boa tarde!

      Alexandre tudo jóia?

      Depende muito, vamos por qie nas tabelas das preparadoras você vai ganhar com o Remap de 15 a 18 cavalos, e 2 kgfm de torque, então a maioria dos chips do mercado dizem que ganha de 15 a 20% no valor original do carro em cavalaria, entao de 147 para 176,4 mais ou menos isso no melhor caso, ganhar 30 cavalos no Chip, porém isso iria muito da qualidade do chip para os reais ganhos. O motor Duratec da Ford é muito parrudo e aguenta muita preparação. É usado muito em carros de track day justamente por ser um motor robusto. Então isso depende muito do investimento que você deseja fazer no carro, pois hoje o chip ou o remap passam da casa dos dois mil reais (isso por cima lógico) depende muito da região e da qualidade do produto/serviço.

      Lembrando que isso vai muito de qualidade e do uso do carro. Quanto mais novo estiver melhor vão ser os resultados tanto para Chip ou para Remap.

      Equipe RacingClub.

  7. Cristian S. Biacchi Responder

    Olá Pessoal;

    Tenho um New Civic 1.8 EXS G9 2012. E estou pensando na possibilidade de fazer o serviço de remapeamento do ECU pela Rev It Up (Ktuner). Gostaria da opinião de vocês se vale apena o investimento de R$ 2100,00, sendo que pelo vídeo conforme link a seguir não percebi uma diferença que justificasse este investimento.
    Vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=WXiSigETi20
    Obs: atualmente já tenho instalado em meu Civic Power Chip Brasil (Power Chip Pro 15CV + Power Booster)

    Gostaria da opinião de vocês!

    • Boa tarde tudo joia?

      Desculpa a demora em responder Cristian, vimos nos portais da Ktunner que ela promete um ganho considerável de cavalarias. Porém vimos um vídeo de um New Civic R18A1 no rolo, aonde ele ganha apenas 10 cavalos com o flash da central oferecido pela Ktuner no etanol e um aumento da economia de combustível de 15%. Então a nossa opinião seria que você faça essas perguntas ao vendedor do produto, a RevItUp. Se a versão do Ktuner obtém esses números ou é um produto mais atualizado.

      Grato.

      Equipe Racing Club.

  8. Tenho um Volvo XC modelo novo 2018.

    Tenho um Unichip Q4 .

    Se instalar no Volvo vai melhorar sua performance?

    Vale apenas fazer isso num carro com apenas 100km?
    Obrigado

    • Angelo Santos!
      Boa noite!

      No caso o seu Volvo XC seria qual versão? Primeiramente o senhor precisa verificar com a fabricante do seu Unichip se ele atende o modelo da sua motorização. Se não nos enganamos a versão Q4 atende o Volvo C30 2.5 Turbo. Porém por questão de garantia e revisões da Volvo, se informe se tal modificação não ira impactar na garantia do mesmo, aonde algumas montadoras não aceitam esses tipos de acessórios dentro do período de revisões do veiculo.

      Grato.

      Equipe Racing Club.

  9. Tenho uma ASX, 4×4, 2016 com 18.000km. na concessionária, me oferecem para aumentar a potencia. de 160cv para 176cv.
    hoje, acho o veiculo um pouco lento na saída, mas não me afeta.
    me preocupa o consumo atual que é de 9,5km/l a 120km. e 7,5km/l na cidade.
    se aumentar a potencia, o consumo vai aumentar ou diminuir?
    E a durabilidade, esse modelo, aceita bem o aumento de potencia?

    • Alfredo Vitorino,

      Bom dia!

      Na Concessionaria te prometeram isso de que forma, com reprogramação ou chip de potência, eles tem dados de outros clientes que fizeram para ter esse feedback com o senhor antes da modificação? A questão do consumo vai muito do seu “Juízo”, aonde um carro com a mesma motorização, fazer a diminuição da questão peso/potência onde hoje ela possui 1480 quilos então 1480/160=9,25 e faz a diminuição para 1480/176=8,40 então isso vai impactar no consumo para uma certa “economia” fisicamente falando. A reprogramação ou chip nem sempre faz com que o consumo diminua, é um parâmetro a ser acertado, famosa frase “Cavalo que anda é cavalo que bebe”. Para o ganho de potência ele faz a modificação de entrada e saída de ar/combustível, pois para melhoria de potência então essa modificação ira impactar no consumo da SUV.

      Equipe Racing Club

  10. Bom dia. Tenho um Stilo Flex 1.8 8v, sei que ele é aspirado e não existe milagres. Porém busco melhorar a eficiência do motor, visando um toque melhor, mais potência e não deixando de lado a economia. Meu carro atualmente possui filtro esportivo inbox, velas iridium, escapamento todo refeito. O carro se tornou mais prazeroso de dirigir e mais econômico. Não tive comprovação de dino ainda. Com isso em mente, e sendo teimoso (kkk) qual melhor opção teria para melhora do gerenciamento dele, Chip, Remap, etc?
    Parabéns pelo site, cai de paraquedas nessa publicação mas gostei muito do site.

    • Em resposta a Equipe Racing Club
      Pedro!

      Bom dia!

      Primeiramente obrigado por acompanhar o site e também pelos elogios, ficamos muitos felizes. Para atingir apenas potência recomendamos o Chip por ser algo que você pode usar em vários carros e a maioria prometem de 10 a 20 por cento da potência do carro em ganhos porém a questão da economia vai ser meio colocada de lado, pois pelo ditado, “Cavalo que anda é cavalo que bebe”. A Reprogramação você vai poder fazer a leitura dos parâmetros do carro, aumentar a potência e o torque aonde a economia de combustível pode ser adequada de acordo com o mapa, porém fica no seu Fiat Stilo. Como sempre fortalecemos nos carros aspirados os ganhos não são consideráveis, aonde ele fica limitado a algumas modificações internas/externas, como o eixo de comando, bicos injetores.. Parabéns pelo projeto e continua sendo teimoso… Pois também somos.

      Grato.

      Equipe Racing Club.

    • Daniel!

      Bom dia!

      Isso depende muito da sua motorização, e pretensão. Existe a possibilidade na programação de você manter os parâmetros para “economia” de combustível, aonde dependendo do carro, o consumo diminui. O que mais influencia isso é a questão de Peso/Potência, aonde quanto maior o valor, mais o consumo (usado de forma sadia, sem uso soviético) será menor. No Chip, esse valor é dependente da fabricante do dispositivo, pois existe alguns que priorizam a potência (cavalo que anda é cavalo que bebe), então quando você faz a aquisição de um dispositivo de potência tem que ser deixado bem claro sobre o consumo. Logicamente que o seu sub consciente deixa um período ali de teste aonde você quer testar a potência ou a economia, então isso vai muito da utilização, colocar e manter o mesmo padrão de pilotagem para obter os resultados reais.

      Grato.

      Equipe Racing Club.

  11. Gabriel Marinangelo Responder

    Bom dia

    Tenho um sonic 1.6 LT 2013, tenho vontade de instalar um chip da RACE POWER CHIP, gostaria de saber se existe um ganho real de potencia e se realmente não haverá problemas futuros no motor do carro.

    • Gabriel!

      Bom dia!

      Os reais ganhos é o que o fabricante do chip já fornece que em carros não sobre alimentados o ganho é de até 20% então no caso é necessário entrar em contato com o vendedor para verificar os testes no motor Ecotec 1.6 e para te mostrar uma linha de ganho real. Em alguns casos ele ganhou 9% isso no motor 1.8 Ecotec, foi de 144 para 157 cavalos. Então se manter a linha de ganho ele ganha de 10 a 11 cavalos.
      http://www.racepowerchip.com.br
      contato@racepowerchip.com.br
      A questão de problemas futuros no motor é bem relativo, tudo que modificamos temos que esperar os prós e os contras, a questão do chip e da reprogramação causa aquele efeito de que se tenho mais potência vou usar, então consequentemente o motor vai aumentar o seu nível de trabalho do carro isso contemplando todo conjunto, incluindo parte de suspensões que sera mais utilizada, freios que vão ser mais acionados… Então o desgaste vai ocorrer com mais frequência, então se o uso não for soviético os problemas vão ser apenas os corriqueiros de cada carro.

      Grato.

      Equipe Racing Club

  12. Amigos, minha primeira vez aqui e já estou empolgado. Parabéns! Gostaria de saber como diminuir o “lag” do acelerador eletrônico na minha Mercedes C200K. Não tenho nenhuma outra pretensão (o carro já tem um filtro K&N) a não ser agilizar a aceleração. O pode ser feito, pelo menor custo?
    Grande abraço à equipe!
    Sergio, Joinville SC

    • Sergio!

      Bom dia!

      Hoje no mercado existem os Sprint Booster (Recomendamos por utilizar em um dos carros da nossa equipe), TouchBooster, GasPedal (TorkOne) aonde ele é um melhor custo beneficio que no caso poderá ser utilizado em outros Veículos. Como ele já tem um inicio de Maldade, as equipes de reprogramação tem esse serviço quando faz a reprogramação do veiculo, no caso teria que entrar em contato com as empresas do ramo para saber o valor exato para seu C200k, hoje um SprintBooster para a C200k ira sair na média de R$1250,00 a R$1400,00.

      Obrigado pelos elogios, ficamos lisonjeados e muito felizes.

      Grande Abraço.

      Equipe Racing Club

    • Eduardo!

      Bom dia!

      Na Reprogramação na empresa Reiko os dados de ganho para seu Lancer 2017:
      Lancer 2.0 MT / CVT / GT 160 17,6 20,0 2,2
      No Chip de potência o ganho seria de 10% desse valor, no caso o valor de 160 para 176 cavalos.
      Ai no caso analisar qual seria a melhor opção para seu Lancer!

      Grato

      Equipe Racing Club

  13. Bom Dia, eu possuo um Kia Cerato Koup 2012, e estou me interessando mais por preparaçao de carro hoje em dia gostaria de saber qual a melhor opçao de upgrade de motor para carros aspirados, se seria remap ou piggyback ou algum outro?

    • Ricardo!

      Boa tarde Desculpe a demora para responder!

      Depende muito da sua proposta para o carro aspirado, no caso de reprogramação ou piggyback ambos vem de 10 a 15 % do valor total de cavalaria. Então seria mais uma proposta financeira, no caso o piggyback hoje no mercado são utilizados em vários modelos facilitando a transição entre eles. Já o Remap é feito direto na central, então vendeu o carro você vai mandar o investimento com ele. Então é muito financeiro essa questão. O ajuste do Remapeamento pode ser mais fino por se tratar de algo mais exclusivo.

      Abraço.

      Equipe Racing Club

  14. Tenho uma Ranger 3.2 Diesel 2018 com 200cv originais.
    Estou com extrema dúvida entre o chip e o remap.
    Na verdade, gostaria do chip, por ter opção de tirar a qualquer momento (venda do carrou ou vistoria).
    Sabe informar se o chip (pig), funciona bem para meu carro?

    • Vitor

      Boa tarde!

      Desculpe a demora para responder. E sim no seu carro funciona muito bem, existem no mercado chips exclusivos para linha diesel que surpreendem no ganho de cavalaria no seguimento chegando a ganhar de 40 a 50 cavalos e uma média de 30% a mais no torque.

      Abração.

      Equipe Racing Club

  15. Boa tarde, tenho um Celta 1.0 VHC-E carrinho esperto, girador! Desses 1.0 até 2013/14 é um dos melhores, enfim, o meu é 2009 estou dando um talento nele, trocando suspensão, correia, freios, embreagem etc… queria aproveitar pra dar um gás nele, trocar as velas, colocar as de Iridium NGK, colocar um filtro esportivo, fazer um trabalho bacana no escapamento, e por fim colocar ou o chip ou remapear a injeção, queria saber qual a opinião da Racing Club a respeito desse trabalho em carros 1.0, especificamente no celtinha.

    • Gabriel

      Boa tarde!

      Desculpe a demora para responder. Parabéns pela disposição em melhorar seu Celta. Fazendo tais modificações como trabalhar a inserção de ar no motor através do intake e a retirada modificando o escapamento já muda bem a reposta dele em baixa. O chip hoje seria uma opção melhor para ganhar uma cavalaria de 10 a 15 cavalos. O remapeamento da injeção ira trazer os mesmos resultados nos motores VHC 8 válvulas. Parabéns pelas modificações.

      Grato.

      Equipe Racing Club

  16. MARCELO OLIVEIRA GOMES Responder

    Bom dia, tenho um Jeep Renegade 2015-2016 1.8 Flex, o que vocês recomendam para melhorar desempenho de potência de motor e consumo de combustível?

  17. ola, tenho um jeep compass 2017/2017 limited flex, gostaria de saber qual seria a melhor opção para ganho de potencia e torque. O chip de potencia ou a reprogramação ecu?

    agradeço

    • Marcelo!

      Boa tarde!

      No caso como o Compass é um carro que esta na garantia, seria a melhor opção o Chip para que você possa retirar ao fazer a revisão. No caso do remapeamento da central, ele perde automaticamente a garantia do veículo.

      Grato.

      Equipe Racing Club

  18. Boa noite, possuo um focus sedan 2008, 2.0 automático a gasolina, estou querendo melhorar o consumo somente, não busco melhora de performance. Entrei em contato com a Reiko e a SFI CHIPS, a Armada Performance não trabalha com Ford. Da Reiko escutei que o chip melhoraria a performance e como resultado poderia melhorar a economia de combustível pelo menor arrasto, mas sem a certeza que a economia de fato ocorreria, da SFI CHIPS, escutei que essa melhora aconteceria se o carro fosse turbo, no carro aspirado normal não teria esse efeito da economia, que então não adiantaria, então o que vocês podem sugerir? obrigado.

    • Marcos!

      Bom dia!

      No caso o Focus 2008 automático 4 marchas, o motor Duratec é complicado obter economia de combustível, por ser automático, aumentando a potência, o arrasto realmente diminui facilitando a retomada, porém nele seria o caso de manter sempre no fino da manutenção, velas, cabos, sensores MAF, bicos limpos, e sempre revisar a parte de bomba e filtro de combustível. Geralmente ele faz de 6,5 a 8 na cidade dependendo do uso. Então não sei o quanto o seu está fazendo. Mais existem muitos chips que demonstram a economia. Entre em contato com a Unichip, com a Race Power Chip e tire suas dúvidas.

      Grato.

      Equipe Racing Club

  19. PAJEIRO FULL 3.8 V6 2007-MOTOR 6G75 3P ECI-MULTI, 3,8 litros 24 válvulas, gasolina, de 233 cv. qual aparelho de potencia posso usar nela?

  20. Tenho um compass flex 2.0 AT6, 2018. Gostaria de saber se instalar o Race Power (plug&play) o consumo de combustivel realmente melhora? Como fica a garantia? Consigo remover facil para ir na revisao sem ele?

    • Marco!

      Boa noite!

      No caso o Jeep Compass Flex, o Race Power Chip promete de 1,1 a 1,3 litros de economia a cada 100 km rodados, então seria muito da sua utilização, como em todos aspirados, a questão do ganho de potência e economia de combustível vai muito do uso “civil” do SUV, então com mais potência o motor exerce menos força e a questão psicológica, aonde pensar todo tempo em economia, ele vai baixar um pouco o consumo. Mais é o que dizem “cavalo que anda é cavalo que bebe”. Então com mais potência, mais diversão. No caso da garantia, logicamente que qualquer modificação no carro ocorre o cancelamento da garantia pela fábrica, em caso de necessidade de substituição de peças ou problemas corriqueiros. A instalação é simples, qualquer Chip de Potência hoje no mercado vem com o manual de instruções para facilitar a instalação e desinstalação no caso das revisões. Faça contato com o pessoal da Race Power Chip para auxilia – lo através do Whats (17) 98127-8954 ou do e-mail: contato@powerchipbrasil.com.br.

      Grato.

      Equipe Racing Club

  21. Bom dia. Sou de SP e tenho um New Civic 2007 Gasolina EXS (filtro Intake Inflow). Tenho muita vontade e estou buscando um chip que possa dar um up na performance mas estou preocupado com o aumento do consumo (ele faz 18-19 Km/l na estrada e 10-11 na cidade). Qual recomenda? Obrigado!

    • Bruno Escobar

      Boa noite!

      Hoje no mercado existem vários modelos de chip, que principalmente antes de tudo prometem a famosa economia de combustível. Como você possui um modelo que não é flex, a vantagem dele seria a economia. Mais é o que sempre dizemos “cavalo que anda é cavalo que bebe”, ao aumentar o fluxo de ar/combustível do seu motor através do chip logicamente que um pouco dessa média vai cair. Isso vai muito do uso soviético ou brando do carro, ao instalar o chip a potência é adquirida então a aceleração naquelas retas, ou trajetos que antes eram um pouco mais lento acaba acontecendo. Ao comprar o chip você esta sujeito a ganhar em media de 7 a 8 % de economia e de 10 a 15 % de potência, porém vai muito do uso diário do seu carro. A recomendação seria um chip de qualidade e de nome no mercado, como Unichip, RaceChip, Ktuner, depende muito do que esta disposto a gastar. Lembrando que é sempre importante ter garantia do produto a ser adquirido.

      Grande Abraço.

      Equipe Racing Club

  22. Boa tarde !
    Tenho HYUNDAI ELANTRA 1.8 / 160CV /2013 AT . Gostaria de saber se vcs já chiparam o mesmo… Poderia me dizer se tem alguma marca legal pra me indicar e quantos cv irei ganhar. Parabéns pelo trabalho de vcs. Gde Abraço.

    • Eduardo Leoneti!

      Boa noite!

      No mercado os chips para Elantra são bastante escassos, não muitos os produtos fornecidos ao modelo. A Race Power Chip possui um modelo que promete de 16 a 18cv e 12% de torque. Verificar se na listagem da Reiko: se aplica ao Elantra.

      Obrigado pelos elogios, ficamos lisonjeados e muito felizes.

      Grande Abraço.

      Equipe Racing Club

  23. Ola gostaria de saber, qual o ganho de potencia e a perca de combustivel ,gasolina na minha volvo xc 90 t6 2.9 ano 2005.
    com o remap como ficaria a resposta ?
    valeu e obrigdo

    • Adriano

      Boa noite!

      O ganho de potência ser de mais ou menos de 75 a 90 cv e uns 11 kgfm de torque, aonde vai depender muito do estado que se encontra o motor, a resposta melhora bastante, porém cavalo que anda é cavalo que bebe, como vão acontecer alterações na injeção o consumo tende a aumentar, dependendo muito da utilização do veículo. A resposta demorou um pouco por que o motor t6 2.9 da Volvo é pouco reprogramado no Brasil aonde la fora tem uma larga gama de preparação. Verifique com o pessoal da Reiko http://www.reiko.com.br a reprogramação para o motor, e a porcentagem mais ou menos de consumo de combustível.

      Grande Abraço.

      Equipe Racing Club

  24. Gostaria de uma orientação sobre o melhor chip para a Toyota Prado? Observei que existem diversos fabricantes. Powerchip do Brasil com 3 modelos e o Unichip da Dastek que tem um custo bem elevado. Também tem o da Race power chip que possui um preço bem em conta. qual seria o melhor custo beneficio para resolver o problema de baixa potência da Prado?

    • Eliseu,

      Boa noite,

      Desculpe a demora, pesquisamos muito sobre a questão de custo beneficio e o motor dela 1KZ-TE, ocorre o ganho de 40 cavalos a mais, no caso, não temos relatos de usuários de nenhum dos chips para conseguirmos falar qual seria o melhor custo beneficio. Recomendamos verificar com o pessoal da SFI chips.
      https://sfichips.com.br/chip-de-potencia/toyota/ aonde eles podem orientar o ganho real na Prado.

      Grande Abraço.

      Equipe Racing Club

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *